Leitura

Não posso dizer que seja uma leitora frequente, com títulos favoritos, com autores predilectos, que saiba discutir com propriedade a estrutura literária de uma obra.
Houve uma altura da minha vida em que li bastante, gostava de o fazer e retirei grande prazer disso. Mas, aos poucos foi um hábito que fui esquecendo em nome de outros novos prazeres. Verdade seja dita, e quem me conhece não me deixará mentir, é o universo da música que me move (apenas como apreciadora e consumidora compulsiva, infelizmente). Mas, por causa de um amigo (H.) que andou durante algum tempo desaparecido, mas não esquecido, retomei nas últimas duas semanas a leitura.
Não garanto que vá manter este exercício de uma forma contínua, não o farei nunca por imposição ou dever intelectual mas, após uma introdução a uma obra que não se revelou inicialmente suficientemente entusiasmante, decidi mudar de título mantendo o autor e, qual não foi o meu espanto, quando descobri que teria encontrado um livro que aborda de forma particularmente interessante uma temática recorrente nas minha reflexões pretensiosas sobre o (meu) mundo – Deus, a sua existência e o modo como a Humanidade lida com esta incógnita, ou se preferirem com esta variável. Bem, o livro é Hey Nostradamus! de Douglas Coupland. Se já o leram qual a vossa opinião? Se não o leram, querem fazê-lo? Alguém aceita o desafio?

1 notas:

Sofiiia disse...

Ola minha menina,
de facto tb nunca fui uma pessoa assidua em leituras,
mas achei muito interessante os ultimos q li,
"cristo clonado","setimo selo",

O "equador" já o tenho há mais de um ano, já por duas vezes tentei começar... mas parece-me que está dificil, mesmo hoje na praia recomeçei a lê-lo... mas li 3 páginas e acabei a leitura, será que ainda não foi desta?

Tenho de o acabar, para me emprestares o q acabaste de ler.
Baci