PUTA de vida

Estou dormente, anestesiada. Ora choro, ou esqueço o assunto.
Tentamos não centrar as nossas conversas no assunto, mas está a torna-se difícil.

Hoje foi dia de consulta. Consulta da minha mãe.
Telefonei-lhe e 'a médica diz que a coisa está complicada'.

Vim a conduzir e a pensar 'Puta de vida, puta de vida'.
Quando nos encontrámos cá em casa, chorou um pouco, disse-me que tinha medo, eu tentei ser forte. Abracei-a forte, muito forte.

Nesta consulta, a médica voltou a falar na possível necessidade de uma espécie de quimioterapia (com muitos efeitos secundários), e falou em algo que eu já sabia, mas que a minha mãe não sabia, no transplante de pulmão. E, novamente, repeti até ao infinito 'Puta de vida, puta de vida'.

Para o mês que vem nova consulta, quero lá estar, ouvir a médica, fazer perguntas.

6 notas:

Carina disse...

Não sei o que dizer... :-( :-( :-(

FORÇA, MUITA!

Dina Santos/mamã cegonha disse...

Já te deixei o comentário no FB, Mas deixo-te aqui um beijão enorme de força , vai correr bem. Digo mais uma vez se quiseres falar o meu contacto 915 316 438 ; ou dina.c.santos@hotmail.com.
Beijinhos.

Carla Morais disse...

Oh, minha querida... fico a torcer por ela. Acreditar dá muita força (e faz milagres). Acredita que vai melhorar!
Um grande, grande beijinho!

Ana (XG) disse...

Força, muita força e um beijinho do tamanho do mundo.

Mamã do Dinis disse...

Infelizmente a vida prega destas partidas infelizes e estúpidas! Coragem e muita força!

cristina salvador disse...

muita força, MJ...